terça-feira, 6 de março de 2012

Palavras com acasos...

Encontraram-se um dia por acaso, depois, começaram a encontrar-se por acaso muitas vezes...
Os seus passos guiavam-nos sempre para aquele lugar comum...
O desejo e ânsia de partilharem aquele momento, começava a ser desconcertante... Nunca falaram um com o outro, ficavam a observar-se de longe no inicio, com o passar do tempo aproximavam-se cada vez mais, agora, um ano depois, sentavam-se sempre frente a frente, olhavam intensamente um para o outro, olhos nos olhos, sem proferirem uma única palavra, bebiam um café, saboreavam cada segundo daquele ritual, mantinham com uma religiosidade quase mórbida, o encontro, que de fortuito já nada tinha, mas que lhes alimentava os dias e as horas mais solitárias...
Ela, era sempre a primeira a ir embora, esboçava um sorriso tímido e corava, ele, sem nunca desviar o olhar, ficava mais uns minutos a vê-la desaparecer e depois, seguia também o seu caminho... Muitos eram os pensamentos nunca revelados, que os acompanhavam nos seus respectivos percursos... Tinham ambos uma única certeza... No dia seguinte, estariam juntos novamente e isso bastava-lhes... 

3 comentários:

  1. Bolas, é de facto um comentário muito construtivo, ahahahahahahahah!!! O que vale é que eu sei ler nas "entrebolas", lol :)

    ResponderEliminar